Saiba como se proteger do Sol de maneira eficaz

Muitas pessoas não sabem como se proteger do Sol de maneira eficaz, o que ocasiona queimaduras e, pior ainda, riscos sérios para a pele.

O uso correto do filtro solar é muito importante, uma vez que atua na prevenção do envelhecimento precoce e, principalmente, do câncer de pele.

Além disso, a aplicação do filtro diminui indiretamente o surgimento dos sinais escuros benignos (nevos melanocíticos), que podem se transformar no melanoma.

Continue lendo o nosso post e saiba como se proteger do Sol de maneira eficaz!

Como o filtro solar age?

O filtro solar eficaz deve proteger contra a radiações ultravioleta A e B, ambas cancerígenas.

Porém, apenas algumas das substâncias utilizadas na sua fórmula têm realmente a capacidade de proteger simultaneamente contra as duas radiações.

Os exemplos mais comuns são o Tinosorb M ,Tinosorb S e o Mexoryl

Além disso, ainda podemos citar os filtros inorgânicos (físicos) que contêm dióxido de titânio e óxido de zinco.

Assim, é preferível incluir vários elementos no protetor solar para garantir a ampla ação contra os raios UVA e UVB.

Por isso, na hora de adquirir um produto para se proteger do Sol, deve-se considerar a sua composição.

Quais são os tipos de filtro solar?

Os meios nos quais são incorporadas as substâncias ativas do filtro são muito importantes, sendo os cremes e loções os mais utilizados para esse fim.

O gel tem a desvantagem de ser facilmente retirado pela água durante a natação ou sudorese excessiva e é mais indicado para pessoas com pele oleosa e com acne.

Os de apresentação em lápis têm alta capacidade de proteção por ser um filtro físico e gerar aparência esbranquiçada nos lábios e nariz.

Os sprays são mais convenientes, porém, são aplicados em quantidade insuficiente, frequentemente.

Os em forma capilar (xampu e tonalizante capilar) previnem a mudança de cor dos fios induzida pela radiação solar.

Como utilizar o filtro solar para se proteger?

É muito importante a aplicação da quantidade adequada para haver uma proteção real.

O indicado é 2 mg por centímetro quadrado de pele, sendo necessário 30 ml em cada aplicação.

Como geralmente as pessoas passam, em média, apenas 0,5 a 1 mg, é necessário compensar esse deficit usando filtros com fator de proteção alto, como 30 ou mais.

No entanto, vale ressaltar que o fator 15, usado na quantidade recomendada, já protege o suficiente.

Além disso, a inclusão de reparadores do DNA, como enzimas tipo endonucleases, diminui o risco de câncer de pele.

Outra medida importante para se proteger do Sol é ficar atento às mudanças da pele. Ao notar o aparecimento de manchas, deve-se consultar um especialista na área.

Conte conosco para isso! Marque sua consulta e certifique-se que sua pele está saudável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *