Conheça as principais causas do hirsutismo e o seu tratamento

O hirsutismo é uma condição que afeta o sexo feminino e compromete a autoestima das pacientes.

Esse problema pode ter diversas causas, o que impacta diretamente na forma com que ele deve ser tratado.

Continue lendo o nosso post e confira o que é hirsutismo, quais são as suas possíveis causas e como é feito o tratamento!

O que é o hirsutismo?

O hirsutismo é definido como a presença de pelos em locais exclusivos do sexo masculino, gerando uma aparência masculina na mulher.

Já na hipertricose, existe um crescimento anormal dos pelos em regiões do corpo independentemente de influência hormonal, não apenas do homem.

O hirsutismo acomete 5 a 10% das mulheres em idade reprodutiva e causa sérios problemas para a autoestima.

Qual é a causa do hirsutismo?

A causa mais comum de hirsutismo é a Síndrome dos Ovários Policísticos.

As manifestações dessa síndrome incluem:

  • obesidade,
  • irregularidade menstrual,
  • hirsutismo,
  • diabetes,
  • elevação da gordura no sangue (colesterol e triglicerídeo).

Essas 2 últimas alterações geram maior risco cardiovascular (infarto do miocárdio). O mais importante no tratamento dela é o controle do peso já que é o que predispõe a todas as manifestações da doença.

O hirsutismo pode ter origem por disfunção (mau funcionamento) dos ovários, glândula adrenal e da tireoide. Ele também pode ocorrer durante a gestação e por ingestão de determinados medicamentos.

A segunda causa mais frequente é o hirsutismo idiopático, ou seja, quando não se identifica o que provocou a doença.

Por isso, em um grande número de casos, não é possível identificar a causa.

Como é feito o tratamento do hirsutismo?

O tratamento é direcionado à causa e deve ser prescrito por um médico especialista.

Se decorrer de distúrbios hormonais, se utilizam contraceptivos hormonais (pílula) e cirurgia de extirpação da glândula afetada.

Quando não se identificada a etiologia, aplica-se o creme de eflornitina, restrito aos pelos do rosto.

Porém, esse medicamento não é comercializado no Brasil.

Além disso, existem outros métodos depilatórios como eletrólise, luz intensa pulsada e Laser.

Vale reafirmar: apenas um médico poderá prescrever o melhor tratamento. Procure um especialista e evite a automedicação!
Agora que você já sabe mais sobre o hirsutismo, que tal continuar a leitura e tirar suas dúvidas sobre teledermatologia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *